Anel de Ferrara para Ceratocone

Anel de Ferrara para Ceratocone

O que é o anel de Ferrara?

O anel de Ferrara é um implante semicircular, projetado para ser introduzido no meio do tecido da córnea, utilizado no tratamento do ceratocone. Ele possui espessuras variáveis, com 5 mm de diâmetro, confeccionado com material acrílico perfeitamente tolerado pelo organismo, não havendo risco de rejeição. Ele é indicado, principalmente, aos portadores de ceratocone, em evolução ou não, que apresentem baixa visual mesmo com uso de lentes rígidas. Também é indicado para os pacientes que são intolerantes ao uso das mesmas.

O anel de Ferrara substitui o transplante de córnea?

Não. Porém, o anel pode adiar a necessidade de um transplante. O anel intracorneano é uma técnica cirúrgica com finalidade ortopédica, ou seja, serve para tornar a córnea com ceratocone menos curva, mais regular. Isto possibilita uma reabilitação visual daqueles pacientes com ceratocone que enxergam mal, mesmo com óculos ou lentes de contato rígidas.

É uma cirurgia muito complicada?

A cirurgia é rápida, indolor e realizada em duas etapas. Primeiro, é realizado um túnel na córnea com o uso do laser de femtosegundo, precisamente na área e profundidade adequadas para cada caso. Logo em seguida, os anéis são implantados. É uma técnica reversível, que pode ser ajustada em caso de correção inadequada, através da troca dos anéis. O anel poderá ser removido em qualquer época sem prejuízo para saúde da córnea. A cirurgia é realizada sob anestesia tópica (colírios).

Quais são os riscos do implante de anel?

Trata-se de uma cirurgia segura com riscos mínimos. Não há perigo de rejeição e a cirurgia não impede ou prejudica o transplante de córnea. Obviamente, como em toda cirurgia, pode haver complicações como o aparecimento de uma infecção. Apesar de rara, nesse caso, o implante pode ser facilmente removido e o paciente será tratado com uso de colírio antibiótico. É importante salientar que quando o anel é removido, a córnea retorna à sua curvatura original.

Como é a recuperação visual após a cirurgia?

A reabilitação visual é relativamente rápida, com melhora progressiva nas primeiras semanas, mas a estabilização ocorre a partir do terceiro mês. É normal, neste período, o paciente apresentar flutuação na visão.

Existe outras indicações para o anel de Ferrara?

Algumas deformidades corneanas como ectasias após cirurgia de Lasik e PRK, astigmatismo irregular após transplante de córnea, ou ainda, a degeneração marginal pelúcida também podem ser amenizadas com o implante de anel.